Notícias

Rede lança Relatório de Gestão 2010-2017 com histórico da iniciativa desde sua criação

Enfrentar desafios coletivos requer ação coletiva. Reunindo organizações e pessoas é possível encontrar soluções mais efetivas para os problemas que o país enfrenta. As redes são a primeira etapa de organização para lidar com a emergência de questões e transformações. Elas se desenvolvem em comunidades e ecossistemas de influência.

A Rede de Mulheres Brasileiras Líderes pela Sustentabilidade reuniu centenas de mulheres em torno de dois objetivos comuns: empoderar as mulheres e trabalhar pelo desenvolvimento sustentável do Brasil. De forma colaborativa, suas mais de 400 integrantes trabalharam para este fim. O modelo não poderia ser mais acertado.

Gestada no governo federal, a Rede de Mulheres passará agora para a esfera privada. Será conduzida por representantes do segundo e terceiro setores. A transição está ocorrendo há alguns anos, desde que a ONU Meio Ambiente passou a ser a principal mantenedora. A situação econômica do país, entretanto, requer que sua estrutura seja repensada de forma inovadora. A partir de setembro de 2017, a Rede de Mulheres estará no mundo virtual, disseminando conhecimento e conectando suas integrantes. Este formato acolherá mais mulheres do Brasil todo, atraindo-as para nossa missão que é estimular ações relacionadas ao desenvolvimento sustentável que promovam a equidade de gênero e a sustentabilidade.

Para encerrar esse ciclo, a Rede de Mulheres acaba de lançar o "Relatório de Gestão 2010-2017" que conta sobre o histórico da iniciativa, seus encontros e ações relevantes. Confira aqui: https://goo.gl/Hz5ywE

 


Tag(s): Notícia